Monday, April 23, 2018

It`s an outlier!

Todos os nomes.





naqueles dias,
o bigode do pai crescia no quarto,
e o pai já não tinha altura quando escurecia.


naqueles dias,
o pai era apenas um rosto olhoso,
de apetrecho escasso,
inútil.


já não levantava ventos com uma alavanca.
já não tinha aquele jeito comprido de estar em pé.
já não tinha aquela inclinação da fala que favorecia o tratamento das coisas.


o pai, naqueles dias, praticava nomes.
o pai, naqueles dias, praticava nuvens.


naqueles dias,
ela era uma nuvem,
era todos os nomes que não era,
os nomes que o pai dizia
no mais longínquo da terra.

Thursday, April 19, 2018

It`s an outlier!

Como dar uma má notícia.





perceber o que o outro quer saber (saber até onde o outro quer saber).
dizer em crescendo (preparar o desfecho).
dizer com clareza (constranger a interpretação, as interpretações).
dizer com amparo (apoiar a aceitação da mudança, da incerteza).
apresentar um rumo, uma solução (identificar um fio de luz, um sentido de paz possível).


Wednesday, April 18, 2018

Self-disclosure.

Um grande desígnio (CXXIV).



(- o comboio do trabalho do pai tem pessoas e tem bancos... quando o pai vai para o trabalho, não tem de ir de pé.)


Thursday, April 12, 2018

It`s an outlier!

42 razões que permitem que em Portugal se possa mentir impunemente.




A ausência de senso
a ausência de medida
a ausência de sequência
a ausência de consequência

a prevalência da localidade
a prevalência da paróquia

a prevalência da pobreza
da desigualdade
da assimetria
dos acácios
dos pachecos
do medo

o culto da cunha
(razão de
passividade,
de conformismo)

o culto da culpa
o culto da desculpa
o culto do hábito
o culto do adquirido
o culto do solene
o culto da norma
o culto do chefe
o culto da hierarquia

o comércio hoje de línguas
a lavoura imobiliária
a lavoura rodoviária

a arte
a ciência
a cultura
o mérito
(apêndices supervenientes)

um gosto por interstícios
um gosto por classes
um gosto por doutores
um gosto por aparências
um gosto por rendas garantidas
um gosto por pensões vitalícias
um gosto por fazer durar um assunto
um gosto por tergiversar
um gosto por infelizmências

um gosto por sofrer
de musgo
de futebol
de lamentos

por querer apertar os parafusos do vento,


permitem que em Portugal se minta e se possa mentir impunemente.

It`s an outlier!

Ter ou não ter instagram.




Ter instagram: quando as motivações íntimas implicam uma luta por frontispícios.
Não ter instagram: quando não se pretende lutar por frontispícios.

Palavras de Cotrim.

Infância.




Ausência de voz é infantia, com t, em latim.

It`s an outlier!

Um artista é diferente de um engenheiro, um engenheiro é diferente de um artista.




Um artista tem ideias sobre as coisas, reflecte sobre o avesso das coisas, mantém com elas uma relação baseada na dúvida, na distância. Um artista interroga as coisas que são, interroga se as coisas que são não poderiam ser outras. De um engenheiro espera-se que seja as coisas que são, e não outras.

As palavras de um artista adjectivam as coisas, dão-lhes um apelido, alongam o seu campo de existência. As palavras de um engenheiro procedimentam as coisas, são-lhes íntimas, próprias, substantivas.

As razões, as unidades de grandeza e e as realizações práticas de engenheiros e de artistas distinguem-se. Os artistas procuram dar uma forma à aspereza e à insignificância do ínfimo.
Para um engenheiro, o ínfimo é apenas uma unidade de grandeza.


No discurso de um engenheiro, há sobretudo cavalos.
No discurso de um artista, há sobretudo aves e borboletas.
Para um engenheiro, os cavalos, para funcionarem, têm de estar ligados por uma correia aos ventos da manhã. Para um artista, as aves e as borboletas são os ventos da manhã.


Para um engenheiro, os motivos e as palavras de um artista são uma coisa sem feitio.
Para um artista, as grandezas de um engenheiro são uma pedra desprovida de corrimento lírico.


Ao lado de uma pedra, um engenheiro pensa em trocar de casa.
Ao lado de uma pedra, um artista sente-se confortável.


Deviam almoçar com maior regularidade, os artistas, os engenheiros.
Saberiam depois, porventura, como comparecer quando chega o momento da tristeza do outro, quando chega a altura de contemplar os restos.


It`s an outlier!

Chevrolet.






Então,
mesmo sem fome,
eles foram andando.


Pararam por duas vezes
o chevrolet
no caroço das paisagens:
queriam acender o amor no corpo,
mas doía-lhes,
póstumo,
o princípio das palavras.


Num deles,
havia no lado de dentro
uma flor e um pouco de árvores.


O outro gostava
de assuntos
e de beber cerveja de lata.


Self-disclosure

Sair cedo.


Sempre que consigo comprar pão às seis horas da tarde,
sinto que sou um indivíduo abastado.


It`s an outlier!

Tonito.



No liceu, todos conheciam o tonito.
No liceu, o tonito era conhecido por saltar do alto das casas.

Sempre que o tonito saltava, juntava-se gente a comentar os motivos, o arrojo, a inconsciência.
Um dia, o tonito falhou a precisão do salto, e foi manco para casa.
Hoje, o tonito é encarregado de obra, faz casas.
Sabe dizer telhado em francês, e nos bailes de verão só bebe cerveja importada.


Palavra de Cotrim.

Ovo.





À volta do rio,
o silêncio põe um ovo.


Um ovo:
uma hipótese de recomeço

(de eternidade).

Wednesday, April 11, 2018

Self-disclosure.

Um grande desígnio (CXXIII).




(- eduarda, a tia zezé vai fazer anos. vamos dar-lhe uma prenda?
- sim!
- que prenda?
- um balão.
- só?
- ... um balão cheio).